segunda-feira, 30 de março de 2009

"OMNIA VINCIT AMOR"

A máxima de Virgílio 'omnia vincit amor', o amor tudo vence, traduz um modo de estar e de ser cada vez mais premente nas nossas vidas.
A razão da ausência de publicação de trabalhos no blogue deveu-se a um trabalho, muitissimo especial, que tive a oportunidade e o previlégio de realizar na ala pediátrica do IPO.
Esse trabalho vem publicado na revista "Coisas de Criança" que saíu hoje para as bancas e, sem bem que sem o enquadramento que eu desejaria, traduz, da minha parte, o enorme carinho que todas as pessoas que lá conheci me merecem.
Um beijo do tamanho do mundo pela coragem, risos e alegria que partilharam comigo os pais e os profissionais de saude e educação que vivem diáriamente esta realidade, por muitos esquecida, e especialmente para esses amores que me acolheram de braços e sorrisos abertos e que guardarei no meu coração.
O amor não só tudo vence como 'o amor alimenta a esperança'.

33 comentários:

catarina disse...

Querida, quando a vi nas bancas nem sabia que era sobre estes casos. Também sou mãe e nem quero imaginar tal situação. Vieram -me as lagrimas aos olhos pela felicidade dos meninos e pela sua.
E pelo menos consegui ver a sua cara desta vez. Muita força para estas mães e meninos e para si um beijo enorme. Catarina

Faniquito disse...

Oii Paula !!!

Não posso comentar a revista pois aqui não a tem.:) Mas posso te afirmar com segurança que realmente o amor e a esperança vence....e se não vencer....ajuda a fortalecer.

Beijinhos

Ana

jmu disse...

Oi mor, não vou deixar o nome mas depressa sabes quem está aqui deste lado.
Sei que queres mais e melhor do mundo mas isso é impossivel.
Este trabalho das Coisas de Criança bem como o do Bruno é dos melhores até hoje. E o mérito é todo teu. E só quem te conhece lá no fundo sabe o que sentes e sofres com a gente pequena tanto nesta situação ou não. Linda, continua e não desistas por eles e por ti. Dou-te os parabéns a ti porque mereces e todas a estas mães e meninos coragem e sim tens razão omnia vincit amor. JMU

myleta disse...

Olá!!!
Já desde a semana passada que andava à "tua" procura... e hoje, lá te encontrei nas bancas (salvo seja).

Assim que abri a revista fui à tua procura, à procura dos teus amores (como tu,com carinho, dizes), lá estavam, com um sorriso de orelha a orelha, sem denunciar tudo o que pode estar por trás. Senti um misto de emoções: tristeza, orgulho, porque ninguém deveria ter de passar por isto, nem como interveniente nem como espectador, muito menos como criança.

Orgulho de ti, por teres feito e mostrado, mais uma vez, ao mundo que todos somos capaz, todos, sem excepção! Não é fácil, mas contigo no caminho, custa muito menos!

A ti e a todas aquelas Crianças, Pais e Auxiliares: BEM HAJAM!

Um beijinho enorme!

Claudiacva disse...

Ouvi tanto falar deste trabalho, sempre com muito amor, carinho e todos os sentimentos bons que possam haver. Tive a sorte de "ver" uma pequena parte dos teus sentimentos neste e em outros trabalhos e por tudo isto e mais alguma coisa imaginei que sairia algo diferente. Acho que as crianças e IPO mereciam mais.
Bjs

Marta Lemos disse...

Olá Paula.
Desejo muito que todas estas mães e filhos possam ultrapassar este ciclo com sucesso porque ninguem merece. Quando estava a ver a revista só percebi que era sobre estes meninos quando a abri! Comprei e fui a ler no comboio e mais que uma vez vieram as lágrimas aos olhos. Lamento só a falta de destaque dado a este tema que a todos nós pode acontecer. Concordo com a outra moça, a Claudia, mereciam muito,muito mais.
Para ti, para as mães, para os meninos um beijo enorme. E pelo teu post também entendi que existe algo que não te deixou contente mas não desistas se é a isso que te referes. Uma beijoca. Marta

maria disse...

Oi Paula, finalmente tenho o prazer de a conhecer nesta revista. Já que não aparece junto dos seus colegas pelo menos aparece junto daqueles como já alguem disse dos seus amores. Sou muito sincera , não prestei muita atenção ao resto da revisa pois parei logo por ali. A estas familias desejo que tudo corra bem. E penso que apesar de estar tudo muito bem ainda deveriam ter mais destaque só pelos olhares e sorrisos que por ali se veem. Beijos para todos.

Anónimo disse...

Adorámos a reportagem, mas o passo a passo ficou a meio???? Será que a revista não tem ninguém que controle estas situações e exerce um controle em temas tão sensiveis como é este o caso? Sei que não gosta de comentários anónimos mas sabe que tem uma porta aberta deste lado. A estas familias confrontadas com estas e outras situações desejamos que possam sorrir e a si tudo de bom por ser quem é e pelo que faz.

Sandra Caetano disse...

Olá Paula,

Foi com alguma expectativa que li este teu artigo sobre estes casos que nunca deviam acontecer...e é de enaltecer estas crianças que apesar da sua situação ainda conseguem ter aquele sorriso mágico..que só as crianças sabem fazer..assim como é de louvar todos os profissionais e voluntários envolvidos no IPO.
No entanto..e sabendo um pouco como tu és quando o tema são CRIANÇAS...estava á espera de MAIS pois estas CRIANÇAS, PAIS, AUXILIARES, VOLUNTÁRIOS E PROFISSIONAIS DO IPO mereciam isto e MUITO MAIS!!!!

Bjs
Sandra

Duda disse...

Olá!
És linda por dentro e por fora.
Ainda não vi a revista, mas vou procurá-la amanhã.
Só desejo a todos os meninos e pais muita coragem e que nunca percam a esperança.
Boa semana.
Beijinhos

paulavicente.artfactu disse...

Caros anónimos ou não...É por demais evidente que abomino anónimos mas apesar de loura mas não burra, resolvi publicar o vosso comentário porque compreendo os motivos por não se poderem "apresentar". Já falámos da porta aberta o que me surpreendeu...Sou fã de alguns lemas de vida e e um deles é nunca digas nunca. Fiquem bem e obrigado pela vossa observação relativa ao meu trabalho. Paula

Joana de Sá disse...

Admiro a sua entrega com as crianças e em especial com esta realidade que muitos ignoram ou dela fogem. É de enaltecer pois não deve ser nada fácil partilhar estes medos e estas sombras com que por vezes a vida nos trai. Nada disto devia acontecer mas existe. Lamento apenas que um tema tão pungente e tão humanamente poderoso não tenha merecido outro destaque da revista e uma maior sensibilidade em vez de surgir lá dentro sem qualquer destaque nem o devido enquadramento. Misturar este tema com birras de crianças!!! Por amor de Deus... Um grande bem haja para si e o melhor do mundo para todos aqueles petizes.

Paula disse...

És linda sabias?????

M. Céu Fernandes disse...

Olá.
Sê bem vinda!
O trabalho com crianças é sempre recompensador!
Obrigada pela visita!
Bjs,
M. Céu

Ilda Valente disse...

Adorei o seu texto e dou-lhe os parabéns pelo trabalho que tem feito com as crianças. Vê-se que cria empatia com elas e não está a fazer um frete só para aparecer em revistas. Vou ficar visita assídua do seu blogue. Tomara que todoas nós olhássemos à nossa volta e deixásse-mos descansar os nossos umbigos.

Catia Jorge Dias disse...

Olá Paula, estranha mistura de sentimentos depois de ver a revista. Para estes pais e profissionais desejo do fundo do coração que omnia vincit amor. Não deve ser fácil mas a alegria que passam nas fotografias diz tudo. Só entendi que a árvore também foi feito pela criançada algumas páginas á frente. E parece-me existir falta de fotografias. Estas familias mereciam mais! Para todo o IPO, familias e para si um beijo enorme. Cátia

silvia disse...

Não sei o que dizer. Para estas familias que tudo corra pelo melhor. Aos profissionais do IPO um grande bem haja pela dedicação e amor. Ainda não vi a revista até ao fim porque não consigo desligar-me daquelas páginas e conseguir sentir na pele todos aqueles sorrisos. OMNIA VINCIT AMOR
Silvia

gatapreta artesanato disse...

Olá Paula!
Obrigada pelo carinhoso comentário!
De fatco não estava a par deste seu trabalho, embora conheça o seu amor, paixão e dedicação a todos estes casos.
Vou procurar a revista para ver o trabalho que realizou.
Um beijinho
Cláudia

Joaniska disse...

Parabens pela iniciativa que tiveste, é bom saber que existem pessoas que conseguem dar um pouco de si aos outros.
Eu cá em Lisboa tambem estava para ir fazer voluntariado ao IPO, mas a lista de espera era grande....e agora, neste momento, é um pouco complicado....

Beijoca e boa semana:0)

São disse...

Olá loura,
que bom estares de volta. Eu já tinha lido o teu post, mas ainda não comprei a revista, e como já estive bem presente num caso de um menino, que não teve um fim feliz...
Deixa-me dizer-te que cada vez tenho mais orgulho em te ter conhecido.

Bjks
São

irene disse...

Amiga ainda não vi a revista mas vou já comprar a minha,apesar de já saber que seu trabalho é fantástico e se tratando de miudos então nem se fala!!Olha eu mandei-te o mail com aquilo que queria saber e umas fotinhos da sua querida Beth com minha filhota,amiga assim que ver a revista dou minha opinião,bjinhos Irene Sarranheira;)

marinaebrunaartes disse...

OLA PAULA!
AFINAL ANDAVAS DESAPARECIDA POR UMA BOA CAUSA E PELO TEU LINDO CORAÇÃO,SÓ TE POSSO DIZER,VAI EM FRENTE E FORÇA...
P/ TODAS ESSAS CRIANÇAS E FAMILIARES ´SO PESSO QUE TUDO CORRA PELO MELHOR .BJS ENORMES

Augusta Oliveira disse...

Primeiro e mais importante para todas as familias e pessoal médico e auxiliar muita força e que todos possamos ver um final feliz.
Para ti um beijo enorme porque como dizes OMNIA VINCIT AMOR.

diana disse...

Olá Paula. Antes de mais a todas as familias, médicos e auxiliares muita força e coragem. A melhor revista de sempre apesar de ter algumas coisas que não fazem sentido, não percebi que o passo a passo tinha sido feito pelos meninos no meio de artigos absurdos. Como também parece ter ficado a meio, mas se caalhar estou a ver mal. Mas o mais importante é ver que pode ser possivel e não deixam ser crianças como outras diria saudavéis.Por favor, continua e não desistas por não consegui ler bem as tuas entrelinhas no post. Um beijo enorme para ti e todos eles.

Anónimo disse...

Olá Paula, sou uma mãe de uma das meninas que está na revista.
Só posso dizer muito,muito obrigada por estes dias passados connosco. De facto, não concordo com a maneira que a revista fez algumas coisas mas que interessa? O que interessa é a Paula e a sua envolvência como já disseram aqui com os seus amores e isso vale tudo.E disso nunca nos vamos esquecer e vamos guarda-la no nosso coração. Mãe e filha

Tete Fontes disse...

Olá Paula, a sua sensibilidade me emociona muito! O amor é a base de tudo. Com ele, ficamos fortes, conseguimos derrubar barreiras e nos tornarmos pessoas melhores.
Parabéns pelo trabalho realizado, e que Deus lhe abençoe e proteja, hoje e sempre!!
Um grande beijo para você e para seus amores!!
Tete

Liliana disse...

Olá amiga...
Quero dizer te que és especial... pois tens um coraçao do tamanho do mundo ... eu sei o quanto te entregas aos teus trabalhos e o quanto ficas sensibilizada com eles... és uma grande mulher... hoje em dia sao rarissimas as pessoas que tem um coraçao lindo e bondoso como o teu... Os meninos do IPO cocerteza que nunca te esquecerao, tal como eu sei que tu jamais te vais esquecer desta experiencia... Eu sei que te marcou e muito a todos os niveis pois entregas te de alma e coraçao a tudo aquilo que fazes...
Continua com este teu trabalho, és a pessoa indicada para este tipo de trabalhos...
Mas tenho pena que nem toda a gente te dê o devido valor....

Amiga... Força.... Continua....

Beijinhos de saudades
Liliana

M. Céu Fernandes disse...

Olá querida!
Boa semana e uma óptima Páscoa para ti!
Bjs,
M. Céu

viviane disse...

Boa noite, estava dificil encontrar a revista. Mas quando a comprei não consigo deixar de ver a vossa alegria, felicidade e nada mais interessa. Para todas as familias, pesoal tecnico e para ti um beijo enorme e por mostrarem que é possivel vencer certas etapas. :)

Anónimo disse...

É por estes meninos e outros que deves continuar. Quem te conhece na verdade sabe do que és capaz por eles. Não vou misturar neste post tudo o que penso acerca de certas coisas, mas como és tão clara no post NÃO DESISTAS. Consegues perceber-me?

Sandra Caetano disse...

Olá Pulinha,

Passei para te desejar uma Excelente Páscoa recheada de muitos doces!!

Omnia Vincit Amor

Sandra

Paula disse...

Boa tarde Paula

Já tive oportunidade de comentar através de e-mail, mas quero aqui deixar o meu, os nossos (meu e marido) PARABÉNS pelo trabalho que vem desenvolvendo com estas crianças.
É preciso muita força para se conseguir dar a estes pequenos seres que com tão poucos anos de vida já sofrem tanto, todo o amor e carinho que eles merecem com uma cara alegre como a sua,
Eu acho que não tinha forças (não por eles não merecerem, claro que não, mas pelo facto de ser mãe e achar que este tipo de coisas não DEVE ACONTECER a crianças, não deviam acontecer a ninguém mas então a crianças!!) para me aguentar a sorrir como a Paula faz tão bem e de forma tão simples e sincera.
Acredito que o seu trabalho com estas crianças as ajuda imenso, tanto a elas como aos pais, pois qual o pai ou mãe que não gosta de ver um sorriso na cara dos nossos filhos não é verdade?
Gostei muito da reportagem embora tenha muita pena que a revista não tenha captado o essencial: ou seja a alegria com que estas crianças realizaram os projectos...isto vale muito mais do que o facto de se lucrar mais um pouco tendo que para isso que se cortar uma "reportagem" a meio.
Mas tal como lhe escrevi no e-mail as acções ficam para quem as praticam e portanto deve continuar de consciência tranquila pois se todos nós fizermos 1/3 do que a Paula já fez, o mundo seria bem diferente.
Parabéns pela coragem, pela força, pela atitude e continuação de bons projectos.
Felicidades pessoais e profissionais.
Paula Xavier - ArteFacto

Isthar disse...

Lindos! Todos!