quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

COMUNICADO

Há pouco mais de um mês fui contactada pelos autores do blogue "a vida nos orfanatos" que me convidaram para patrocinar um projecto de angariação de fundos a favor da Instituição.
Uma vez que, em questões de solidariedade, e sobretudo quando existem crianças envolvidas, só não participo se me for de todo impossível, aceitei de coração o apoio solicitado.
Nessa medida sugeri a realização de um evento, a realização de uma exposição de trabalhos a serem oferecidos por todos os que desejassem contribuir, e cuja venda reverteria então para a referida Instituição.
Iniciei então inúmeros contactos para a concretização do projecto.
Obtive da parte das Juntas de Freguesia de Agualva, Mira-Sintra e São Marcos, cujos presidentes mostraram extrema amabilidade e disponibilidade, apoio logístico, contactei meios de comunicação social obtendo cobertura do evento por parte de algumas revistas, falei com personalidades do meio artístico e cultural que se prontificaram a dar a cara e ajudar.
E é neste cenário que comunico que, infelizmente e muito lamentando o facto, me vejo obrigada a sair deste projecto não podendo, nem querendo, ter o meu nome associado ao mesmo.
Quando existe dinheiro envolvido, muito ou pouco, toda a lisura e transparência é exigida tanto mais quanto estamos a falar de dádivas e ofertas.
Sempre foi minha convicção que, no final, apurada a receita amealhada, a mesma seria, na integra, entregue à Instituição em causa, a qual tive a oportunidade de visitar e me merece todo o carinho e respeito.
Ao tomar conhecimento que autores do projecto têm como intenção reter as verbas amealhadas para, conforme seu processo de intenções, irem dando à Instituição não sei sob que critérios, não podia estar mais em desacordo.
Em resultado do meu desagrado optaram então por prescindir da minha colaboração e patrocínio uma vez que nunca poderia pactuar com situações, para mim, menos claras.
A todas as pessoas e entidades que, em meu nome pessoal e da ARTFACTU, contactei, agradeço toda a receptividade e peço desculpa por este desfecho.
À Instituição em questão e às crianças que nela vivem todo o meu apoio e carinho e a certeza que novas oportunidades estão já a ser ponderadas.
Por fim, a título de ressalva, avisar que qualquer uso do meu nome aliado a este projecto será abusivo, falso e passível de outras consequências.

44 comentários:

Sandra Caetano disse...

Olá Paula,

Situações destas são sempre de lamentar..principalmente quando estamos a falar de crianças!!!
Tinha dito que disponibilizava uma das minhas peças e mantenho o que disse..no entanto a mesma será entregue em mão no teu Atelier!!!

Bjs
Sandra

Celeste disse...

Isto é inacreditavél. Realmente, situações destas são muito tristes, coitados destes pais.
Mas quem conhece a Paula sabe que integridade, honestinadade e frontalidade é com ela e sabe que ela não "entra" em situações pouco claras.
E com crianças? A peça que já tinha feito irá para a Artfactu pois a certeza que eu tenho é que o destino final será o a Paula entender e será o correcto.Mas nunca nas mãos destes "meninos".

Maria disse...

Isto é inaceitável.
O que esses meninos pretendem?
Borgas, boa vida.
Caramba, estamos a falar de crianças. É esta a pseudo bondade?
Não faço comentários porque é muito triste.
Maria Ana

Marta Lemos disse...

Oi, nem acredito no que estou li.
De qualquer modo, em ti confio completamente e por isso mantenho a minha oferta mas para as crianças e não para "criançolas".
Fica bem querida e avança com estes meninos que bem precisam.
Beijinhos

Isthar disse...

Mas o que é isto?
Vigarice pura e dura?
Estamos a falar de crianças, certo?
Pergunto-me o que esses meninos pretendem? Brincar com assuntos sérios? E presidentes de junta?È preciso ter lata.
Naquilo que depender de mim vou divulgar esta situação por todos os meus coonhecidos para não serem enganados. Sim, porque estive no blogue dos meninos e já vi algumas pessoas foram bem enganadas.

Catarina disse...

Olá Paula, por isso nunca fizeste uma apresentação formal deste projecto. Devias estar com muitas dúvidas e desconfianças, não?
Agora tudo está claro e bem explicado e é triste, só posso dizer isso.
De qualquer modo, tenho mais coisas para te entregar para as crianças. Mal possa passo por aí e deixo-as. Quanto a estes meninos posso dizer que "quem dorme com meninos acorda mijado".
Um beijinho enorme e continua com o teu trabalho que sempre foi honesto.
Um beijinho enorme da Catarina

Arte Flor e e Aromas disse...

Vejam bem a ambição do ser humano onde chega, é de se lamentar....
Aproveitarem se de uma causa tão bonita.Se decidir ir a frente e ajudar, terei maio prazer em fazer uma doação tb.
Abraços
Marisa

São disse...

Olá Paula,
É com muita pena e tristeza que leio esta mensagem.Por ti, pelas crianças,que felizmente sei que vão a continuar a ter o apoio de todos quanto acreditaram neste evento.
Sabes que eu,fiquei um bocado confusa com os comentários e mails que me mandaram e,fiz uma pergunta no blogue dos "meninos":Acho estranho eu já ter dito que participava e,termos combinado que os trabalhos seriam entregues na Artfactu e, de repente aparece outro mail a dizer se eu podia ajudar. Respondi que já tinha dito que sim, mas desta vez já não queriam que eu entregasse na Paula mas sim numa outra morada.Eu disse que não, e que ía entregar na Paula.
Tenho estado à espera de resposta.
Mas espanto dos espantos, leio isto no teu blogue,vou ver o blogue deles e que vejo eu----------
São disse...
Esta mensagem foi removida por um administrador do blogue.
27 DE JANEIRO DE 2010 09:56

Só fiz uma pergunta,não escrevi nada de obsceno,porquê removerem-me?
Para não me alongar mais aqui,vou deixar no meu blogue os comentários e mails recebidos, tenho pena de não ter guardado o comentário removido, mas nunca imaginei que fosse dar nisto.
bjks
São

Andreia disse...

Por curiosidade para ver o desenrolar das coisas acabei de sair do blogue da Joana e não gostei do que li. Como também não gostei do que aconteceu durante a tarde.
Pretendem o quê? Ficar com o dinheiro das crianças para comprar cortinas? Será que percebi bem? Parece-me que sim pois havia outras pessoas presentes. Isto é completamente absurdo de pessoas que dizem ter uma grande maturidade como estavam sempre a afirmar. Eu acompanhei este processo desde o inicio e devo dizer que a Paula sempre frisou que o dinheiro iria para as Inst. e nunca nenhum deles fez qualquer tipo de comentário e para além disso TODOS concordaram!
Quando, numa ou outra situação, as "agulhas" não coincidiam nos pontos de vistas sempre se arranjou um meio termo. Na visita ás Instituições a Paula sempre afirmou e reafirmou esta situação(dinheiros)na presença dos membros que visitaram a Inst. aos responsavéis pelas mesmas.
Nunca disseram nada antes,durante e depois.Agora que a Paula volta a insistir que o dinheiro tem de reverter para as Inst.curiosamente afirmam que sempre dizerem que os fundos angariados seriam convertidos em BENS!
Durante todo o tempo que estive com eles nunca ouvi de reverter o dinheiro em bens. E documentação que a Paula pediu, porque era necessária nunca apareceu...até hoje. Porquê?
Agora vou comentar no blogue deles e ver o que acontece.

Maria disse...

Cara Paula, já sabe que acompanhado o seu blogue com alguma regularidade e acabo de chegar a casa, uma visita rápida e deparo-me com esta situação.
Que lamento imenso devido ao que li no blogue dos referidos meninos.
Um ataque nitido á sua pessoa e percebo o porquê. É um verdadeiro assumir de culpas. Estas situações são gravissímas quando se envolve figuras públicas, Juntas e afins.
Por isso, acho muito bem que se "desligue" deste assunto. E realmente verifiquei que o comentário da D.São foi removido e pergunta-se porquê. E também fui ao blogue da Sra.onde verifico entusiasmo deles por si.Sugiro também que antes de começarem a "disparar" em todas as direcções aprendam a escrever em PORTUGUÊS.
De maneira que ao ler as pessoas não se percam com os erros ortográficos pavorosos e a falta de coordenação no texto. Tanto falam em "alhos e bugalhos". Mas são maturos.
Tudo de bom para si e para aquelas crianças que merecem tê-la por perto.
Cumprimentos
Maria Fernanda

Juanita disse...

Olá lourinha.
As pessoas são uma surpresa, não é?
Fazes bem em acabar com isto e preocupar-te mas é com as crianças, porque estes "meninos" necessitam de serem afastados.
Que influência podem ter sobre as crianças com esta postura?
Fui ao blogue da São e realmente mudam do dia para a noite. O dinheiro faz milagres, não? Tenho dúvidas que gostaria de lhes colocar mas o mais certo é ser removida. Por isso, fico por aqui.
Um beijoca Juanita

Pinturas d'anita disse...

olá PAula.. realmente até eu já estava entusiasmada com este projecto que pensei estar rodeado de pessoas sérias... parece que me enganei. quando toca a dinheiro... parece que tudo muda. é pena estarmos a falar de crianças que precisam de toda a ajuda possível!
beijinho

myleta disse...

Olá míuda,

Não há já muito a dizer sobre o sucedido, todos estamos incrédulos. É um facto que até hoje estou à espera de uma resposta, quando os questionei por mail, se precisavam de roupas e brinquedos para entregar na instituição, que se fosse preciso, seriam entregues directamente...estranhei...
Continuo disposta ajudar, até porque a Associação e as Crianças são alheias a tudo isto e não podem, nem devem ser penalizadas! Diz coisas!

Um beijo GRANDE

Savi disse...

Olá Paula
Eu não a conheço por isso não posso fazer juizos de ninguém,nem tão pouco sei como foi feito o acordo entre vós,mas uma coisa eu sei,que enviei a minha doação de alguns trabalhos e um envelope com uma mensagem e dinheiro em nome de Joana Sá para a direcção da sua loja,no meu ver só ela poderia abrir a dita encomenda,pois foi em consideração ao pedido da Joana que tal doação fiz,tanto quanto eu sei não foi isso que aconteceu,o que lamento porque no meu ver eu nunca abriria uma encomenda que não viesse em meu nome,esperaria que a destinatária o fizesse.Acho louvavél o projecto desses jovens e lamento que ás vezes se façam maus juízos de pessoas que lutam sem apoios por causas muito nobres.O dinheiro é a fonte de muita discórdia inflizmente,eu pessoalmente estou de acordo com a entrega de bens,uma criança fica muito mais feliz com um brinquedo ou roupa,do que uma nota tenha ela o valor que tiver.
Mais uma vez LAMENTO o que aconteceu.
Savi

Anónimo disse...

Engraçado, engraçado è esta sra,que se diz muito benemérita(ninguem diz o contrário), e "tentou" ajudar os tais "meninos",tambem ninguem diz o contrário," meninos "esses que têm pais e por sinal eu sou uma delas. Será que essa sra. se deu ao trabalho de pelo menos ouvir o que os miudos tinham para dizer sobre a maneira de ajudar a instituiçao??? os miudos nao querem ficar com o dinheiro. Se é isso que pretende transmitir está completamente enganada ,ou a fazer dos outros otários. A sra. só está a tentar denegrir não so os miudos como um projecto de louvar. Os miudos so querem que o dinheiro seja revertido em bens ,como por exemplo edredons, camas,etc.Será que é assim tão escandaloso????????

Paula Ventura

Anónimo disse...

que bonito!!!! tanta simpatia e boa educação... de facto esses "meninos" que voces falam são alunos aplicados, boas pessoas e com intenções acima da média... não são ladrões como vocês lhes chamam, não são mimados nem andam a gozar com a vida dos outros!
Se calhar esta história devia ser melhor contada, porque estas "senhoras" que andam a falar mal sabem apenas o que convém a esta Senhora... mais uma coisa, agora dirigida à D. Paula, pensa que as pessoas estão a ajudar as crianças por causa de si? Pois então engane-se, porque eu ajudei estes jovens e você não me diz absolutamente nada, não quero saber que coisas faz ou deixa de fazer, porque se fosse uma pessoa minimamente integra não fazia com que estes jovens tivessem tantas dificuldades, dizia apenas que não havia mais nada a ver com o projecto.

Mas eles vão conseguir e sendo sincera vão fazer um trabalho tão bem feito que você e todas as suas "seguidoras(zecas)" vão engolir tudo o que disseram e vão sentir-se muito mal... como se diz na minha terra essas senhoras vão "comer o pão que o Diabo amassou!"



Muito provávelmente não vai meter este e outros comentários aqui e é por isso que vou deixá-lo no blog destes merecedores jovens!

ass: Ana Ribeiro

Lune Claire disse...

Boa noite.

Eu sou uma das pessoas que acompanhou o projecto "A Vida Nos Orfanatos" até hoje e que, inclusive, ajudou no mesmo, por pouco que tenha sido, ao comprar as rifas que o grupo de trabalho responsável pelo mesmo criou e divulguei no meu blogue informações sobre este projecto logo na sua iniciação.

Li o "comunicado" da sra. Paula Vicente, li a devida resposta ao "comunicado" por parte do grupo de trabalho e li todos os comentários que aqui foram feitos e sabem o que é realmente triste para mim? É ver MULHERES que se dizem adultas a criticar o trabalho destes jovens somente porque, ao contrário da sra. Paula Vicente, preferem, COM A TOTALIDADE DO DINHEIRO ANGARIADO, comprar MATERIAIS para as CRIANÇAS da instituição.

Se dizem que o que interessa realmente são as crianças PORQUE RAIO É QUE ANDAM ÀS "TURRAS"? Se uma maneira ou de outra, as crianças serão sempre privilegiadas com os ganhos do esforço e dedicação das pessoas que se UNIREM para as ajudar. Agora se essa ajuda vem em dinheiro ou em bens materiais, o que é que importa?

Só mostra a INFANTILIDADE das DUAS PARTES. Meus(a) caros(a), as crianças ganham sempre, lutem por elas e deixem-se destas coisas, só vos fica mal andarem a espezinharem-se uns aos outros.

Que o Vida Nos Orfanatos Continue, com todos os apoios que são devidos porque as crianças merecem e a união faz a força.

isabel disse...

Boa noite cara Paula, parece que de repente estão muitas pessoas preocupadas. Até ameaças por aqui circulam, porque será?
Por não pactuar com situações dúbias?
Acho estranhissimo que quando se fala em dinheiro todas as vozes se elevem.
E será que e após a leitura destes comentários os jovens serem tão integros precisarem de tanta defesa.
Tenho o direito de pensar o que eu entender e como eu muita gente.
Para a Sra.D. Ana Ribeiro uma observação não conheço a Paula pessoalmente, só pelo blogue. E uma outra não se deve fazer ameaças.
Cumprimentos

Annie disse...

Boa noite. Por aqui parece-me haver alguma confusão, estive nos dois blogues e lamento de facto o português e penso que a Sra.Prof.deveria manter-se de lado nesta questão. E evitarem tantas acusações, porque quem mais se defende tem de ter motivos bastante fortes...O que li neste, foi pura e simplesmente uma explicação relativa a uma situação "estranha". Não li em lado nenhum referência a ladrões e afins, foram as mães (penso) ou pessoas ligadas de alguma forma aos jovens que referem isso. O que não entendo, porque o texto é claro, conciso e directo. Assim, é necessária tanta defesa? Isso deixa um leque de interpretações muito vasto. E já não sou uma seguidorazeca e não faço questão em comer o pão que o diabo amassou. E já agora acompanho este blogue pelos brilhantes textos que ela escreve pois não a conheço pessoalmente.
Um beijo e animem-se que dessa forma ainda ficam mais amargas do que já são. Uma excelente noite para todos.

marinaebrunaartes disse...

Ola Paula!
Eu fui convidada por esses meninos a participar na doação de meus trabalhos p/ angariarem fundos para a instituição e disseram-me p/ entregar ai na Art Fctu!
Quando lhes disse q sim q seria de livre vontade q o faria e q iria ai de preposito á sua loja entregar responderam-me q não iria ser ai mas sim p/ enviar para outro sitio qualquer q depois iriam fazer a realizaçao das vendas e q todos os q doavam iriam ser convidados p/ estarem presentes,desde ai q fiquei com um pé atras para ver o q realmente se passava...afinal hoje deparo-me com estas suas palavras e enfim fico triste pelas crianças mas rancoroza por haver pessoas mal intencionadas como estes jovens...
Bjinhos se precisar realizar qualquer invento da sua parte p/ ajudar alguem eu sou a 1º a ajudá-la!!bjnhos

Catarina D´Orey disse...

Olá Paula, pelos vistos dava bastante jeito teres continuado a acompanhar este projecto(tudo á borla!) mas não o fizeste. E compreende-se claramente o porquê. Também não vejo necessidade desta bagunça toda, escrevem aqui, escrevem no deles porque não vais publicar. Claramente, não te conhecem. Eu cá conheço e ainda bem e devo informar estas senhoras que, penso, a referida enfermeira, criticada por um erro ortográfico(!!!! E quando lemos aquele até entortamos os olhos.), que os jovens foram ouvidos. Afirmar que não é algo complicado porque estão a querer passar uma situação que existiu mas não lhes correu muito bem.E eu sei interpretar textos não leio nenhuma referência directa ou indirecta a uma palavra:LADRÕES! Aconselho a voltarem a reler para perceberem .Já agora não me apetece comer pão, mas um bolito até ia. Minhas senhoras, não façam ameaças declaradas, sejam suaves.
Um beijo para ti e para toda estas pessoas carenciadas de afectos.

paula vicente artfactu disse...

Esta vai ser a última vez que vou tocar neste assunto pois tempo para perder em polémicas fúteis ou acusações disparatadas não tenho.
A língua portuguesa é algo que merece o nosso respeito e uma coisa é que se diz da boca para fora outra é a que se escreve.
Convido quem quer empolar situações ou fomentar guerrinhas a reler o que escrevi. Falo do projecto, a meu ver meritório, falo do empenho que coloquei nele, falo da discordância surgida e consequente razão do meu afastamento.
Releiam e digam onde acusei quem quer que seja de condutas desonestas.
Não encontram! O motivo porque se vêm defender de algo que não escrevi ultrapassa-me.
Sou livre de ter a minha opinião e só vou por e com quem quero.
A todos os envolvidos de boa fé e a todos os projectos que visem o bem dos outros e da sociedade em geral desejo as maiores felicidades.

Diogo disse...

Olá Paula
Não a conheço pessoalmente assim como não conheço a Joana. Entrei nesta causa apenas pela causa e continuo a acreditar nas pessoas.Pelo que li há divergências na forma e não na intenção. A vida ensinou-me a não julgar como as coisas começam mas sim como elas acabam. Fiz, como muitos(as) a minha parte. Serenamente vou aguardar o desfecho da intenção.Bjos
Diogo

Lune Claire disse...

Sra. Paula Vicente, se me permite a observação, o seu comentário soou um tanto ou quanto a hipocrisia.

Diz que não acusou ninguém de condutas desonestas no entanto não se privou de criar um texto onde questiona a total credibilidade do grupo de trabalho em questão e colocou em causa a honestidade do mesmo face ao dinheiro angariado, simplesmente porque entre vós existem opiniões diferentes quanto à forma de doar os ganhos à instituição.

O que para mim é dúbio em todo este caso que tenho vindo a acompanhar é o facto de existir quem diga que contribui para este projecto somente em prol das crianças da instituição Obra da Imaculada Conceição e Santo António, no entanto põe todo esse trabalho em causa simplesmente porque a sra. Paula Vicente decidiu redigir um texto onde, de uma forma sem duvida muito subtil, ataca o grupo de jovens e deixa muitas margens para duvidas.

Em todos os comentários que aqui foram feitos, a equipa de trabalho foi criticada. Se não era sua intenção "fomentar guerrinhas" como diz, deveria ter tido mais cuidado com aquilo que expôs a publico no seu blogue porque pelos vistos, todos os que aqui passaram entenderam mal a sua mensagem.

Talvez não devêssemos ser nós a reler o que escreveu mas sim a senhora voltar a redigir um texto mas desta vez com total honestidade e transparência que acusa os jovens de não ter.

Carla Fabela disse...

Olá querida Paula, já algum tempo que não falamos, nunca mais visitaste o meu blog. Tens toda a razão em sair do projecto, existem pessoas capazes de tudo e é muito triste quando isso acontece, onde estão os valores e a integridade dessas pessoas?Só se preocupam com o dinheiro e nada mais?Um grande bj e fica bem.

Anónimo disse...

Aqui deixo o comentário, que enviei para o blogue "Vida nos Orfanatos" na madrugada de Sábado (30.1) para Domingo (31.1).

Boas Noites….
Pela confusão criada, desnecessariamente, venho por este meio clarificar o meu ponte de vista sobre esta situação:
1º. Propus-me ajudar o Grupo em questão, uma vez que a Paula comentou comigo que um Grupo, do 12º ano, de uma dada Escola, tinha como objectivo da disciplina Área do Projecto ajudar uma Instituição. Eu prontifiquei-me a ajuda-los naquilo que estivesse ao meu alcance. Eles tiveram conhecimento deste facto e nunca contestaram a minha presença.
2º Nos períodos que passei com eles, (Grupo + Paula), nunca se falou que o dinheiro angariado com o Evento iria ser convertido em BENS MATERIAIS.
Só soube de tal facto na passada Quinta-Feira (28.01.2010).
Aliás, sempre ouvi a versão de que o dinheiro seria entregue em “Mãos” pelo Grupo e Ex-Coordenadora aos Responsáveis da Instituição.
3º Quando se falou nas cortinas e nas colchas, fiquei a perceber que isso era para realizarmos após o Evento, uma vez que as principais necessidades da Instituição não são propriamente cortinas ou brinquedos. Acho eu!!!
4º “ QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME”, certo?
Por isso ainda me questiono, porque motivo nunca me deixarem expressar a minha opinião na reunião de Quinta-Feira. Sempre que o tentava fazer mudavam de assunto ou interrompiam-me. Por esse motivo, vim comentar a minha decepção em relação à postura que o Grupo adoptou, durante a referida reunião.
5º Em relação ao cabaz, tinha percebido que o dinheiro iria ser para vocês (Grupo) efectuarem compras necessárias para elaborarem os artigos para o dito Evento. Mas pelos vistos “devo ter percebido mal”.
Enfim…só vejo mal entendidos, e questões por resolver.
Acho lamentável envolverem o nome da Inst., uma vez que alguns dos comentários vêm “manchar” o seu nome. É assim que lutam pelas crianças e querem o seu BEM?
Pergunto eu…
A seguinte expressão deixa muito a desejar… “…deviam saber que o sorriso de uma criança quando recebe uma mera bola de futebol... vale mais do que muitas notas perdidas…”
Será que percebi bem??
Sinceramente, espero que consigam realizar os vossos planos até ao fim, uma vez que se esforçaram para tal, apesar de alguns dos vossos meios não terem sido os mais correctos.
Espero que, no futuro, pensem que tudo o que fazemos e/ou dizemos ou escolhemos não dizer, têm consequências menos positivas por vezes drásticas. Aprendam também a por os pratos limpos na mesa desde o inicio, para não criaram este tipo de “confusões” desnecessárias.
Deixo-vos um conselho: “ FAZER UM PEDIDO DE DESCULPAS AOS RESPONSÁVEIS DA INST. PELO MAL ENTENDIDO.”

PS: Agradeço os “Elogios” feitos à minha pessoa! O meu Ego aumentou consideravelmente.
Peço desculpa pelo meu erro primário (Há imenso tempo…).
Andreia

Catia Jorge Dias disse...

Olá Paula, andei num blogue e outro e penso que devo dizer.
Sou educadora de infância numa escola em Óbidos e naturalmente não conheço a Paula pessoalmente. O ano passado tentei numa feira na qual foi convidada a partcipar mas tinha muitas pessoas á beira dela e não consegui. O que tenho para dizer quando se referem á Sra.Paula tão "bondosa" de facto não sabem do que falam. O que sei é que sempre que precisamos dela mesmo não se podendo deslocar á nossa escolinha faz questão de esclarecer e fora as caixinhas de material que vai enviando sempre que pode. E nunca vi no blogue da Paula declarações destas situações.
Sempe discreta e sei que não apreciar este meu "deslize" mas sei que o vai publicar.Acho horrivel que se ponha em causa as Instituições ao quererem reverter fundos em bens materiais porque sabe-se lá o que acontece ao dinheiro. Fica muito bem afirmarem isto. Penso que as Inst.em questão estão satisfeitas...com esta imagem que estão a passar. E fiquei muito surpreendida ao ler um comentário de um Sr.António em referir Presidentes de Junta como politiqueiros e com interesses pelo meio. Não faço mais comentários porque é visivel que algo se passa por aqui e bastante grave. O que originou a saída da Sra.Paula deste projecto. Porque será?
Um beijo e desculpa falar no material que vai chegando á nossa escolinha.

M. Céu Fernandes disse...

Olá querida.
Lamentável! Realmente há gente para tudo!
Mas conta comigo quando precisares de alguma doação para licitações!
Bjs e obrigada pela visitinha!
M. Céu

maria joão disse...

Olá por estes lados porque parece que noutro lado andam muito preocupados a atacar e a defender.
O que sei é que esta saída tua algo significa e todos estes comentários menos positivos são claros. Quanto mais falam mais se "enterram", ou seja, colhem aquilo que plantaram.
Penso que estas Instituições vão sair muito prejudicadas com o "tratamento" que os jovens estão a dar bem como não percebo aquele Sr.António, que claramente põe em causa a credibilidade e o bom nome dos Exmos.Presidentes da Junta ETRE OUTROS. Não percebo o que se passa naquele blogue mas pelo o texto que ali li não vejo em lado nenhum certos termos que algumas pessoas utilizaram. Realmente, é necessário reler mas com OLHOS e não ressabiamentos. Seguindo aquilo que alguém aqui disse "quem dorme com meninos acorda mijado".
Apesar de o texto realçar a boa intenção que eles tiveram quanto ao resto eu, no lugar das referidas Instituições merecem mais que desconfianças e as pessoas referenciadas pelo Sr.António também.
Esta é a minha visão. Eu percebi e entendi muito bem o texto.
Bjs

Anónimo disse...

Olá D. Paula, tantos anos a dar aulas e deparo-me com isto. Evidente que já estou na reforma.
Só posso lamentar que uma colega minha venha fazer uma defesa dos jovens. Não percebo o porquê? É PRECISO?
Será que existe algo a esconder?
Compreendi que falaram entre vós, mas a sua saída é significativa. Algo não está bem. O nome de Vida nos Orfanatos não é muito adequado. Talvez Instituições e tudo isto me levanta uma dúvida ou certeza:
- Enquanto estive a desempenhar as minhas funções aconteceram situações destas e todos os fundos reverteram para as Instituições. Estão a colocar em causa a INSTITUIÇÃO? Má gestão ou algo parecido? Não me parece correcto bem como o comentário do Sr.António em, num texto algo confuso, "acusa" protagonismos de pessoas que representam as nossas cidades com intenção de retirarem proveitos politicos. Acho incrivel estas acusações. E removem comentários como o caso da D.São onde verifiquei, no blogue dela, que era só elogios á sua pessoa.
Muito estranho.
Melhores cumprimentos
Josefina
-

Anónimo disse...

Esta sra. e muto engraçada. E tão querida, tão boa e larga este grupo de trabalho mas não larga aqueles desgraçados do pief. Que a vida deles é o que sabemos.
Sra.Paula devia pensar melhor na sua vida em vez de andar a perder tempo com gentinha que não interesa a ninguém.

myleta disse...

E novidades giras, temos?
(foi só para desanuviar,eheheheh)

Beijuuuuuuuuu

rita disse...

Olá Paula, após ler os dois blogues entendi comentar aqui porque pelos vistos no blogue dos jovens quando não interessa não se publica. Nem vou questionar o porquê. Também e após reler algumas vezes aqueles textos lamentáveis(é necessário porque a escrita não dá para comentar) como alguns que estão por aqui lamento muito pela Instituição que se encontra numa posição ingrata. Questiona-se a seriedade da mesma???? Esta frase diz tudo:"deviam saber que o sorriso de uma criança quando recebe uma bola de futebol...vale muito mais que notas perdidas..." Bonita observação acerca de uma Instituição. E um comentário de um Sr.António que dá a sensação de estar ligado de algum modo a estes jovens põe em causa o bom nome de Presidentes de Juntas. É perfeitamente difamatório no meu ver. Entendi de uma maneira muito clara este "Comunicado" porque ainda tenho a capacidade de interpretar textos e lamento por quem não a possui. E já agora, como aqui já foi mencionado não percebo esta defesa e ataque toda a uma Sra.Paula que até é hipócrita porque entendeu sair de um projecto talvez...menos claro.
Acho incrivel um anónimo que fala do Pief, fui investigar e verifico que o nome correcto é PIEC, um programa de intervenção para jovens em situação de risco e discriminação socal. E acusam a hipócrita da Sra.Paula disto? De perder tempo com "desgraçados e gentinha"? Deixo ao critério dos leitores deste blogue o que acham de tudo isto. E também não faço muita questão de comer pão...só para que saibam.
Bjs Rita

Larokitas disse...

Oi amiga!
Tenho muita pena que tenha tido este injusto desfecho.
Desejo-te um bom resto de semana

silvia

luisa disse...

Boa tarde, a única coisa que tenho para dizer é (atenção li atentamente os dois blogues) que EU entendi muitissimo bem este "Comunicado" e só a quem não interessa a verdade é que faz livres e ridiculas interpretações.
Gravissimo a meu ver questionar a integridade das Instituições e de Presidentes de Junta. Todos muito sérios menos a hipócrita da Sra.Paula. Vá lá , ainda é Sra. poderia ser outra coisa.Ou se calhar é mesmo. Lamentável alguns comentários que li e reli pois a escrita é deplorável para alunos do 12º ano.
A intenção como a Sra. Paula afirma e reafirma é boa, agora toda esta defesa e ataque é que deveras estranho. Porquê? Também entendi que o não interessa não é publicado,interessante este factor.
Lamento muito toda esta situação pelas pessoas envolvidas desde as Inst. que mereciam muito mais que esta desconfiança, pelos Exmos.Srs. Presidentes de Junta, pela Sra.Paula.

Anónimo disse...

Informação:
-Enquanto empresa de renome e após tomarmos conhecimento desta situação vamos manter o anonimato para não corrermos o risco de sermos também difamados, o que nos obrigaria a tomar uma posição.

Caríssima Paula, compreendemos perfeitamente os seus motivos que são mais que consistentes e coerentes com a sua maneira de estar e de ser. Por isso, para nós sempre foi um enorme prazer poder contar consigo e colaborar sempre que tal é solicitado. No entanto, toda esta situação nos desagradou após a leitura dos dois blogues o que nos levou, a título de excepção, deixar a nossa análise deste processo. Enquanto você é perfeitamente clara, como sempre, no que escreve parece-nos que estes jovens não sabem muito bem qual o rumo que devem seguir. Consideramos gravíssima toda esta postura inconsistente dos jovens bem como do professor que fez questão em pindarizar esta situação absurda, incluindo pessoas de responsabilidade civil. Não sabemos até que ponto o Sr.Prof. saberá que esta situação é considerada difamatória e ofensiva ao bom nome das pessoas "politiqueiras" com intenção de retirar proveitos políticos desta situação. Consideramos também que o nome destas Instituições não deverá ser posto em causa. Por umas adpotarem posturas menos correctas, as outras não deveriam ser julgadas por isso. E neste caso é o que está a acontecer. Ao assumirem esta posição a credibilidade das mesmas já se encontra automáticamente em causa. O que lamentamos imenso. Verificámos alguma inconsistência nas averiguações a que procedemos em alguns blogues. De bestial passou a besta, desculpe a expressão, mas foi nítidamente o que aconteceu por não concordar ou ser obrigada a aceitar algumas situações que tem todo o direito de questionar pois o seu bom nome, que aparentemente algumas pessoas desconhecem, encontra-se no mesmo rol do que já foi aqui referenciado. Relativamente aos comentários que lemos, alguns não merecem qualquer tipo de comentário pelos motivos bem visíveis.
Um conselho para os jovens:
- Devemos sempre honrar a nossa palavra.
Cumprimentos

diana disse...

Não vou estar a repetir tudo o que já foi dito porque é notório que existe uma enorme necessidade de defesa.
Bjs

olharbiju disse...

Realmente, tanto esforço e acabares por saber que as coisas não decorreriam conforme pensavas, ou até mesmo te terão dito.
Pobres das crianças e de algumas pessoas que dão todo o carinho a Instituições do género, para depois terem certas pessoas a gerir duma forma menos clara tudo a que se propõem.
Parabens para ti.
bjnhs
alice

CARPE DIEM disse...

Que triste despecho... e pior ainda 'a lavagem de roupa suja' quanto a mim desnecessária. Cada um tem o direito de pensar diferente, de agir de acordo com o seu coração e ninguém tem de criticar. Bjs para ti!

Joana Sá disse...

Este filme já vai longo de mais mas uma dúvida continua por esclarecer: as ofertas em géneros, sejam brinquedos, roupas, material escolar, etc não suscitam qualquer questão. O problema passa então pelas ofertas, contribuições ou receitas em dinheiro.
Quem melhor do que a Instituição que ao longo dos anos tem velado e cuidado destas crianças para saber o que é necessário adquirir? Não é grave que sob a nobre capa de se dizer que o dinheiro é convertido em bens para oferta se esteja a dar a entender que quem dirige a instituição não é séria? Isto é que me choca, pois é o que se está a dar a entender. É grave e devia ser explicado!

Joana Sá

(nota: publico este comentário ao mesmo tempo nos dois blogues. Não sei se são publicados nem se terei alguma resposta!)

Teresa disse...

Que confusão, Paulinha! Tu a quereres "fazer" e tantos a desfazer!... O costume!
Se precisares conta comigo!
Bjs

Augusta Oliveira disse...

Olá Paula, vinha para ver novidades e deparo-me com isto. Ontem tentei montes de vezes ver o blogue dos jovens mas já não existia! Até que descobri que mudaram o nome o que até é correcto e mais feliz que A vida nos Orfanatos.
Mas pergunto-me o porquê? Para taparem o sol com a peneira????
Para continuar a originar o descrédito total destas Instituições? Será que existe autorização dada pelas mesmas para se desconfiar delas? Porque a frase escrita que mais vale uma bola de futebol que notas perdidas, diz tudo bem como o dinheiro que vai África e outros mimos. Exporem de uma maneira gravissima a imagem de presidentes...e escrito por um professor? Realmente, a lavagem de roupa suja é muito feia mas tudo isto é muito estranho e dá-nos o direito de questionar. Fui ver alguns blogues e de repente pedem para as coisas irem para outra morada e se podem manter o contacto por e-mail???? O que escondem? Acusam a, b e c, sujam a imagem de pessoas de toda a gente...Realmente a maturidade não abunda mesmo. Deixo aqui o novissimo blogue para os letores que aqui passam:
http://fazersorrir.blogspot.com ou então Um sorriso para D.Maria, acho um sorriso amargo...
Beijokinhas

Alexandra Sofia disse...

Olá Paula, não existem palavras para esta lavagem horrivel.
Não entendo nada o porquê desta mudança, então e ao fim de algum tempo consigo encontrá-los "escondidos" no blogue da mãe de um dos jovens? E vou ler e voltar a ler mantêm-se tudo exactamente na mesma. Por isso, quando acusam os outros de não publicarem os comentários, que estão eles a fazer? A não publicar nada de nada. PORQUÊ?
Existem muitos porquês que, pelos vistos, não interessam ser explicados bem como um pedido de DESCULPAS por envolverem pessoas em "jogadas" pouco claras. Existiu uma reunião, entendi que na presença de alguns responsáveis inclusivé do Sr.Prof. que se limita a elevar a "qualidade" dos seus alunos e a denegrir a imagem dos vossos presidentes "politiqueiros" e em vez de tomar uma posição correcta, que seria não envolver-se enquanto professor empola mais esta lavagem?
Desejo muito que a imagem das Instituições seja "limpa" rápidamente bem como a vossa.
Alexandra Sofia

Nuno de Sousa disse...

Sinto mto que tenham chegado a este ponto e quem saia mais prejudicado nisto tudo sejam as crianças...
Infelizmente as pessoas continuam a olhar mais para si e menos para quem precisa realmente de ser ajudado.
Força desse lado amiga,
Bjs grandes
Nuno