quarta-feira, 24 de setembro de 2008

PRESENÇA

Telefones tocam, tocam, não param de tocar... Estranho sonho que me desperta, mas o telefone continua a tocar! Consigo atender e reconhecer a voz do meu pai.
- Vem a casa!
Flutuo ainda entre o sonho e a realidade, procuro orientar-me no tempo e no espaço. Preciso de acordar. Olho para o relógio. 06.20h. Tento perceber...
- O quê?! Sabe que horas são?
- Sei. Mas vem a casa.
- PORQUÊ?


Faz hoje 4 anos que a minha mãe morreu.
Penso e sinto hoje tal e qual quando ela era viva.
A presença dela, em mim, mantem-se tão presente, tão fisica. Sinto-a.
Por isso me custam estes dias.
Porque a realidade, vincada por um dia negro de aniversário no calendário, me obriga a assimilar, de novo, a sua morte.

Esta semana estou de luto. Luto verdadeiro. Não o artificial pintado de negro no vestuário a condizer para código da "sociedade" hipócrita e artificial que nos condiciona, mas o luto interno, íntimo e pessoal, sentido e sofrido, com uma dor que nos magoa mas também, estranhamente, nos reconforta.

Esta semana estarei presente mas ausente, andarei por aí mas sem rasto ou sinais.

Outros dias já se avizinham com o ciclo da vida a transportar-nos para outras margens, outros sentimentos.

Mas hoje não!

Hoje estou perdida em mim e não me apetece procurar o caminho.

42 comentários:

irene disse...

Oh amiga fico sem palavras para consolar-te sei bem o que é perder um ente tão querido assim ,pois infelizmente tbm perdi meu pai e até hoje é bastante complicado,
mas temos de aceitar ,pq eles estão de certeza num plano melhor ,fica bem ,gosto imensoooooooo de ti,bjinhos Irene Sarranheira;)

coisascomgosto disse...

Em certas alturas uma palavra não tem significado e às vezes desnecessária, por isso um beijinho especial para si Paula...
Sandra

Cor de Mel disse...

Olá Paula,
Não imaginas o que me emocionou este teu "post", ainda por cima hoje, que a minha mãe faz anos. Faz 63 e está longe, mas bem de saúde e fico feliz por isso e triste pela tua tão dolorosa perda...
Um grande beijinho e fica bem,
Lia.

Liliana - Surpresas Coloridas disse...

amiga só te posso dizer: FORÇA...

A tua mãe esta num cantinho muito especial e esta a olhar por ti e por tuda a sua familia e amigos....

Eu sei que nao uma unica palavra que nostire a dor da "perda" de algume que nós amamos... Por isso só te digo Força, muita força minha querida...

Beijinhos desta tua amiga que está sempre aqui, sempre que precisares de mim....

Liliana

Lau disse...

Ola amiga
E preciso muita Força para superar estas perdas, mas não e uma perda eterna. E possivel sentires a presença dela, não so pela saudade.
Força querida e de certeza que ela não te queria ver nesse estado, por isso toca a arrebitar.
Se precisares de algo estou aqui.

Jokitas

pauzinhosdecanela disse...

Simplesmente deixo-te um abraço apertadinho.
Bjitos ********

Teresa disse...

Porque sei que palavras não curam...porque sei que há dores que não se curam ...porque sei o que estás a sentir...deixo-te apenas um abraço muito apertado , ainda que "virtual" , mas sentido!!!
Teresa

Rute Matos disse...

Olá PAula
reflecti nas tuas palavras o k sinto em relação à morte da minha avó, já lá vão uns anitos a mais, mas ainda hoje não me habituei à sua ausencia fisica e doi cmo se fosse nakele dia... curiosamente a noticia apareceu cmo a tua... no meio do sono e sem saber se era realidade ou um mero pesadelo
bjks e mt força, é a unica coisa que posso dizer neste momento..

Faty disse...

Ola amiga

Oh amiga que hei-de dizer ...
Deixo mtos beijinhos de conforto .
Tens que tentar superar a pouco e pouco , força amiga .
Eu tou ca quando precisares .

Sandra Simões disse...

Olá Paula!

Vinha agradecer a sua visita... e dizer-lhe que muitas vezes também fico assim :( e sem vontade seja do que for, mas logo me apercebi que o que a motiva a essa situação é infelizmente bem diferente da que me leva à tristeza.

O que importa afinal é que consiga manter viva dentro de si a Chama dessa pessoa tão Querida.

Todos temos de passar por isso, uns mais cedo outros amis tarde, às vezes dá-se o inverso...Nestes dias qualquer palavra de animo que se dê é vã, pois só nós sentimos a falta e aperda imensa no entanto não quiz deixar de o fazer.

Recorde tudo de bom que essa pessoa lhe deu e transmitiu é a melhor forma de viver estes dias que inevitávelmente nos fazem entristecer de Saudade, é uma Homenagem de Coragem sabe porquê?

Porque além Vida a recordação é também uma Presença...

Beijo Grande

Habiba disse...

Ola querida... um beijinho enorme, assim cheio de miminhos e muita força!

O Profeta disse...

Olhos brilhantes maré tardia
Cabelos rebeldes em desalinho
Pés descalços no, frio barro
Um berlinde atirado ao caminho

Um bando de alegres pardais
Ou um domador de tempestades
Apenas um pássaro charlatão
Dividindo o pão em metades


Vem mergulhar com os Capitães do Calhau


Mágico beijo

Duda disse...

Muita força, que a tua mãe, onde estiver, estará sempre ctg e a olhar por todos voçês.
Um abraço apertado e um bj grande

Carla Fabela disse...

Olá querida Paula realmente a morte é algo que nos deixa muito tristes,é muito dificil perdermos alguém que tanto amamos!É um sofrimento sem fim, mas recorda os bonitos momentos que passaste com ela,o que ela te ensinou, os valores!!!E pensa que num lugar chamado coração ela está sempre contigo e no céu está a olhar por ti!Um grande abraço e bjs,Carla

elvira carvalho disse...

Amiga, sem palavras, que valham nesta altura, deixo-lhe um forte abraço.

elvira carvalho disse...

Amiga, sem palavras, que valham nesta altura, deixo-lhe um forte abraço.

Paula disse...

Um xi-coração

butty disse...

a paula tem trabalhos lindos....

tem coisas que mal consigo imaginar...

beijinhos adorei o seu trabalho

Claudiacva disse...

Fogo, hj a sapa sou eu e a culpa é tua, estive o dia todo sem pc... agora acho que entendi ... eu sei o que ela foi e é na tua vida por isso entendo-te, apenas te deixo um beijo grande e um abraço apertado (e vou pensar no que te vou fazer dentro de 10 minutos :P por estar com esta cara de sapo)

APO (Bem-Trapilho) disse...

compreendo-te amiga! um bjinho e uma abraço forte neste dia.

pintaapinta disse...

Ola, Paula
espero ver-te mais vezes mas um pouco mais animada. Sei o que deves estar a passar deve ser horrivel( nem posso pensar nisso eu que tenho um contrato assinado até aos 115 anos).
Mas, espero que a nossa visita te tenha animado um pouco e esquecer as coisas más e lembras-te só dos momentos bons, porque as pessoas que nós mais gostamos elas não morrem, dão-nos coragem para que a vida continue.
Espero que o pouco tempo que ai estive-mos tenhas afastado esses teus pensamentos de tristeza e pensares que ninguem te gosta de ver nesse estado, principalmente os teus filhos.
beijos
isabel

Kraft Bircke disse...

Minha Lindinha ...!
nao sou boa com as palavras .... e a distancia atrapalha tbm ...
Mas peço que sinta o enorme e forte abraço que estou lhe transmitindo nesse momento complicado ...

BeijOs gigante Paulinha!

sarranheira pititi-patata disse...

Bom dia linda como estas hoje??
só passei para te dizer bom dia,bjinhossss Irene Sarran heira;)

myleta disse...

Oi,
Confesso que fiquei na dúvida se te diria alguma coisa, sei como te doi... o que te posso dizer? Nada. A não ser: que tens uma Familia linda e que Ela fará sempre parte da mesma!
Um beijo!

M. Céu Fernandes disse...

Olá Paula,
Deixo um beijinho para a animar e aproveito para lhe dizer que adorei os seus trabalhos.
M. Céu

ZetyArtes disse...

Olá amiga.

Eu acredito que as pessoas não morrem, o corpo sim, esse morre e acaba de uma forma ou de outra ao que segundo as escrituras era antes - pó.
Mas a alma essa permanece nesta dimensão ou noutra mas nunca morre até atingir a sua plenitude.
Independentemente do que cada um de nós acredita acho que o importante é sabermos que a pessoa que nos deixou nos deu bons momentos enquanto cá esteve e nós também lhe demos momentos desses.

"Daqueles que abandonam este mundo, muitos transformam-se me anjos e olham por nós"

Depois de ter falado um pouco num assunto que imcomoda, vamos ao dia de ontem.
:0D

Desculpa a minha apatia, estava cansada por varias razões, uma por culpa da Isabel que me fez andar a pé kms até chegarmos ai.E por fim estava debilitada porque tinha saido do hospital onde estive a fazer exames medicos e o que me deixa mesmo de rastos são as analises :0s
Mas foi tão bom ir ai :0D
Prometo voltar, sim porque ontem não deu para nada.

Bom amiga, muita força e um beijinho muito grande para ti, adorei estar contigo.

Beijinho
ZetyArtes

P.s- Ei! eu quero a foto para publicar no meu blog, esse momento unico tem de ser divulgado.

Joaniska disse...

Olá Paula,
Sei que não me conheçe, pois é a primeira vez que visito o seu blog, mas não pude deixar de comentar este seu post, pois as suas palavras parecem tão puras que me sinto aflita ao saber que um dia todos nós passamos por esta situação.

Nada posso fazer para ajuda-la, mas deixo uma grande beijoca e que o sol ilumine sempre o seu caminho.

Sandra Caetano disse...

Olá Paula,

Não há nada que eu possa dizer/fazer para que a tua dor passe....mas de ceretza que a mãe não ía gostar nada de a ver assim...

Beijinho grande
Sandra

Mena disse...

Olá!
Obrigada pela tua visita e comentário.
Há novidades no meu blogue e uma lenda linda e triste, além duma receitinha deliciosa e que por acaso acho que vou fazer para o jantar.
A tua perda é dolorosa, mas faz por recordar os bons momentos que partilharam, esses nunca morrem... Gostei muito do teu texto, muito bonito e muito sentido.
Bj
Mena

Daniela Veiga disse...

Lamento Paula!

Ana Dias Vaz disse...

Olá Paula...como diz o meu pequeno "MAMA QUANDO AS PESSOAS MORREM FICAM ESTRELINHAS ..."e é nisso que temos que acreditar, que os entes queridos estão lá em cima junto de Deus e a olhar por nós!E de certeza que essa tua alegria não foste herdar da tua mãe???Talvez ela não gostasse de te ver triste!
Um grande beijinho e um xi-coraçao bem apertadinho de conforto!
Ana Dias

marinaebrunaartes disse...

OLÁ PAULA!É com muita pena minha que tenhas de passar por essa situação e só te posso dedicar estas simples palavras de amizade e força.Se precisares desabafar conta comigo...beijos e força.

conceição costa disse...

Olá amiga neste momento só posso dizer para teres muita força, e pensar que a tua mãe está a olhar por ti.
Beijos

São disse...

Paula,
Eu perdi o meu pai o ano passado.É uma dor que não dá para explicar, 54 anos a ver sempre um sorriso naquele rosto, ternurento e meigo. Mas sabes eu consolo-me pensando que ele está bem e, por vezes zango-me comigo mesma por estar triste e, penso que ele não está a gostar e isso dá-me ânimo para voltar a sorrir.
Um beijo grande.

São

Faniquito disse...

Olá,Paula.
Me solidarizo com vc.
Dor...só quem a sente é que sabe!
Amor e saudade....também!!!
Beijinhos
Ana

Maria disse...

um abraço e FORÇA,voltarei noutro dia
Beijinhos

ANA LÚCIA disse...

Sei como é a dor da perda e a saudade. Perder mãe ou pai, é muito sofrido!!
Seu post calou fundo no meu coração...
Abçs,
Aan

Diana disse...

Não há palavras que te confortem o suficiente,depois deste post tão emotivo...por isso deixo-te um grande beijinho e um abraço muito apertado.

Paula disse...

...eu sei ke estás triste, mas tenho ke te dizer ke me deste sorte ;

Serões da Inês disse...

Ho querida agora sou eu que ando atrasada, desculpa, não sabia o que se passava e tenho andado meio fugida da net. Lamento imenso como te estás a sentir. E não posso dizer que imagino, pois ainda não passei por isso. Só espero que fiques bem depressa, porque a tua alegria contagia-nos.
Fiquei muito contente com a notícia da Paula, já fui dar-lhe os parabéns.
Quanto a ti amiga recompõe-te depressa e volta para alegrar os nossos dias.
Uma beijoca enorme
Inês

Pinturas d'anita disse...

que hei-de dizer deste desabafo profundo? Força!...

Teresa disse...

Um Abração bem apertado! Sei o que sentes... e as palavras não resolvem! Mas olha, consola-te na lembrança dos bons momentos.
Bjs